Blog | Incepa

Como calcular a quantidade necessária de revestimentos para paredes e pisos?

Linha Onice: Inspirado na pedra ônix, a superfície reproduz as camadas cristalinas da pedra natural.

Você saber como fazer o cálculo de revestimento ideal para os seus projetos arquitetônicos? Esse cuidado é essencial para te ajudar a poupar dinheiro e, também, evitar o desperdício de material.

Ainda, mais do que saber qual é a metragem do ambiente que irá receber as peças, na hora de fazer o cálculo de revestimento, também é importante entender que você deve adquirir algumas peças extras do revestimento: cerca de 10%, se a área for quadrada ou retangular, a 20%, se a área for triangular ou tiver muitos recortes.

Afinal, pode acontecer de algumas cerâmicas terem o corte feito de maneira não exata e, ainda, podem sempre acontecer pequenos imprevistos durante a obra.

Porém, as dicas não param por aí. Para te ajudar a fazer esse cálculo de revestimento de maneira mais assertiva, preparamos para você algumas sugestões e orientações especiais que vão te auxiliar a fazer a compra do material na quantidade correta, tanto para o piso quanto para a parede e rodapés.

Assim, tendo esse conhecimento em mão, você não precisará preocupar-se com isso no futuro. Confira nossas dicas e acerte no cálculo dos revestimentos cerâmicos para o seu projeto.

Como fazer o cálculo de revestimento?

Primeiramente, é importante destacar que: sim, fazer o cálculo de revestimento é uma conta matemática básica e fácil. Porém, apesar de simples, esse cálculo não pode, jamais, ser feito de maneira descuidada. Afinal, se essa conta for feita de maneira errônea, pode trazer prejuízos para a sua obra. Por exemplo:

Se você errar o cálculo e chegar em um resultado de área menor do que a realidade, a obra provavelmente demorará mais tempo para ser feita. Isso acontece porque você terá que comprar mais porcelanato e, assim, pode levar mais tempo para concluir o projeto, atrasando-o e gerando prejuízo. Por outro lado, se você adquirir peças em excesso, há um desperdício de dinheiro e, também, de material.

Assim, para evitar essas questões, por mais que pareça algo simples, é essencial você acertar no cálculo de revestimento e não ter incômodos nessa área.

Revestimento para Piso

Vamos começar pelo piso. Na hora de fazer o cálculo de revestimento das peças que irão compor o seu piso, é fundamental você saber qual é o formato dele. Afinal, as fórmulas mudam conforme o seu formato:

  • Piso retangular ou quadrado: você deve medir a largura e o comprimento do espaço e multiplicar um pelo outro.
  • Piso triangular: medir a base e a altura, multiplicar uma pela outra e dividi-la por dois.
  • Pisos recortados: para pisos com recorte, você precisa dividir a área em formas conhecidas, como quadrados, triângulos e retângulos. Assim, você faz a medida da área de cada um desses recortes e, ao fim, soma-os.

Após chegar no resultado do cálculo, você você deve acrescentar mais 10% - se o piso for quadrado ou retangular - ou 20% - se o piso for triangular e tiver muitos recortes - ao valor final da conta.

Essa porcentagem extra é importante para trazer segurança e tranquilidade para a sua obra, garantindo que você tenha uma boa margem de revestimento caso as peças precisem passar por recortes ou quebrem. Exemplificando: Se o ambiente em questão for quadrado, tiver dois metros de largura e dois metros de comprimento, a sua área total será de 4 metros quadrados, certo? Somando a isso os 10% de margem, que é 0,4 (4 x 0,10) a quantidade total de cerâmica a ser comprada para o piso seria de 4,4m².

Quanto comprar de piso?

Agora que você já sabe a medida ideal para comprar as peças que irão revestir o piso, contando com a sua margem de erro, é hora de adquirir as peças. Para isso, você deve escolher o revestimento que deseja e verificar quantos metros quadrados vem em cada caixa. Então, divida a medida do piso (com o valor extra da sobra, já calculado) pelo valor de cada caixa e, assim, você irá descobrir quantas caixas serão necessárias para revestir o piso do seu ambiente. Como nem sempre chega-se a um número inteiro ou exato, o ideal é arredondar para cima.

Revestimento de paredes

O cálculo para o revestimento de paredes também é simples. Para fazê-lo, você deve multiplicar a largura de cada parede pela altura do ambiente. Após, você subtrai a área de paredes ou portas que existem, afinal, essas áreas não receberão o revestimento. Ao final do cálculo, você soma aquela margem de 10% de erro, garantindo mais segurança para o seu projeto. Vamos exemplificar?

Linha Blossom: traz para as paredes um charme atemporal, com uma composição de relevos geométricos e grafismos florais.

Você está revestindo um quarto pequeno, com 4 paredes de 2 metros de largura, em um ambiente que tem 2,5 metros de altura. Para chegar no resultado da área total de paredes, você precisa medir 4x2 (já que são 4 paredes de 2m), e isso é igual a 8m. Agora você multiplica os 8m pelos 2,5m (que representa altura do ambiente). Assim sendo, o resultado final, sem medir as portas e janelas, é de 20m².

Então, calcule o espaço da porta e das janelas. Nesse exemplo, a porta mede 0,8m x 2m, o que nos dá uma área de 1,6m², e as janelas medem 1m x 0,5m, o que nos resulta em 0,5m². Então, você soma essas áreas (1,6m² + 0,5m²), chegando no resultado de 2,1m².

Então, você subtrai esses 2,1m² da área total, que é 20m², chegando aos 17,9m². Agora, basta somar os 10% de margem de erro (17,9 x 0,10), que, neste caso, é 1,79, ao resultado. Ou seja: você adiciona 1,79m² + 17,9m² e, no fim, saberá qual é o cálculo de revestimento para a parede: 19,69m².

Rodapé

Para fazer o cálculo de rodapé, você deve definir qual será a altura dele, sendo que essa medida costuma ficar entre 10cm ou 15cm. Ao fazer essa opção, lembre-se que os pisos serão cortados e, quanto mais alto o rodapé, mais material será utilizado.

Também é importante que os tamanhos do rodapé e do porcelanato sejam compatíveis, dando uma conta exata. Por exemplo: se o seu rodapé terá 10cm de altura e as peças do seu piso possuem 60cm, você conseguirá fazer 6 rodapés exatos com a mesma peça de porcelanato, entendeu? Já se o rodapé tiver 15cm, será possível fazer 4.

Quando não há essa exatidão no valor das medidas, há um desperdício de material no corte das peças. Ainda, vale ressaltar que, para o rodapé, também vale a máxima da margem de 10% de peças extra, garantindo mais segurança para a sua obra.

.....

Com todas essas nossas orientações, você já está preparado para acertar no cálculo do revestimento tanto para as paredes, quanto para o piso e para o rodapé do seu projeto. Aproveite para conhecer e enriquecer o seu ambiente com as nossas diversas opções de porcelanato. Com certeza você encontrará diversas opções para para revestir e embelezar o seu projeto.

Av. Padre Natal Pigato, 974
Campo Largo – PR
CEP: 83.607-240
Fone: +55 (41) 2105-2500
Fone: +55 (41) 3391-1000