O que são certificações sustentáveis?
Certificação leed

O mercado de construção civil representa 15 a 20% do PIB brasileiro. Além disso, ele é responsável por empregar cerca de 20% da população. Tendo em vista a importância e a influência desse setor para a economia, é impossível falar sobre sustentabilidade e não citar os impactos causados pela construção civil.

O aumento da consciência ambiental na população reflete diretamente na forma como as pessoas consomem. Logo, as empresas que desejam destacar-se no mercado precisam mudar a sua postura com relação ao meio ambiente. O grande problema é que muitas delas enxergam as ações sustentáveis como gastos, o que não é verdade.

A seguir, explicamos qual é a importância da sustentabilidade no mercado de construção civil e falamos sobre as principais certificações sustentáveis, entre elas a certificação LEED. Quer saber mais? Então acompanhe a leitura!

Qual é a importância da sustentabilidade na construção civil?

A sustentabilidade é um tema muito abordado atualmente, pois todos os setores da indústria e da sociedade estão preocupados e engajados com as questões ambientais. Nesse sentido, é claro que os ramos da arquitetura e da construção civil não poderiam ficar de fora desse movimento.

O objetivo da sustentabilidade na construção civil é reduzir os impactos ambientais causados antes, durante e depois das construções. Além disso, também há a preocupação com a economia e com o futuro das gerações que estão por vir.

Produzir materiais que não agridem o meio ambiente, investir em materiais reutilizáveis, criar alternativas menos nocivas para a exploração dos recursos naturais, encontrar novas formas de energia: essas são apenas algumas atitudes que podem ser tomadas no ramo da arquitetura e da construção civil para preservar o meio ambiente e tornar todos os processos economicamente viáveis.

Quais são os melhores exemplos de construções sustentáveis pelo mundo?

Algumas obras que surgiram no Brasil e no mundo durante os últimos anos levantaram um questionamento muito importante: o uso de práticas sustentáveis e ecológicas na construção civil. Essas obras mostram que é, sim, possível construir até mesmo grandes edifícios sem causar tantas agressões ao meio ambiente. Veja alguns exemplos de construções sustentáveis pelo mundo.

Fábrica da Coca-Cola na Fazenda Rio Grande (PR)

Essa é a primeira fábrica do Brasil a receber a certificação LEED na categoria New Construction. Não é à toa que a fábrica da Coca-Cola na Fazenda Rio Grande alcançou esse título. A obra conta com medidas sustentáveis que vão desde a sua construção até a gestão do prédio.

A fábrica foi erguida em um terreno de 80 mil m², mas somente um quarto do espaço total é destinado às construções. Cerca de 41% da área total é de espaços vegetados. Outro ponto muito interessante dessa fábrica é que ela incentiva a redução do uso de carros: existe um estacionamento especialmente reservado para as pessoas que oferecem carona para outros colaboradores. Além disso, a fábrica conta com sistema de captação de água da chuva e um telhado verde, considerado o maior da América Latina.

BMW Welt em Munique, Alemanha

O BMW Welt é um edifício de 73 mil m² em formato de cone. Esse detalhe tão simples está ligado a uma das práticas sustentáveis mais importantes da obra. O centro de seus cones contém um túnel projetado para garantir a ventilação natural de todo o prédio.

O telhado do BMW Welt possui placas fotovoltaicas responsáveis pelo abastecimento de energia elétrica de toda a construção. Além disso, seus painéis de aço ajudam a captar o calor e conduzi-lo para a fachada de vidro, mantendo a temperatura interna do edifício.

Astrid Hill, Singapura

Sofisticação, modernidade e personalidade: esses são os adjetivos perfeitos para definir esse projeto. A construção surgiu com o objetivo de reinterpretar um lar de arquitetura chinesa com traços contemporâneos e design sustentável.

O edifício é segmentado em várias alas, o que permite uma maior economia de energia, já que, quando não estão sendo utilizados, todos os aparelhos eletrônicos desses espaços são desligados automaticamente. As paredes de vidro proporcionam um aproveitamento maior da luz natural, e os telhados verdes foram projetados para ajudar a resfriar o interior dos cômodos.

Quais são as certificações sustentáveis mais importantes?

Os selos ecológicos, também conhecidos como certificações sustentáveis, estabelecem regras para minimizar os impactos da construção civil no meio ambiente. Logo, se uma empresa ou obra recebe esse selo, significa que ela corresponde a todas as regras estabelecidas pela certificação. Esses selos agregam valor ao seu trabalho e representam um grande diferencial competitivo. Veja, a seguir, quais são os selos mais importantes.

LEED (Leadership in Energy and Environmental Design)

O LEED, criado pelo Green Building Council, é uma das certificações mais importantes e respeitadas no mercado. Ela serve para qualquer tipo de edifício e pode ser usada a qualquer momento da obra. Um projeto que deseja obter a certificação LEED precisa ser analisado nos seguintes pontos:

  • localização e transporte;
  • espaço sustentável;
  • eficiência do uso da água;
  • energia e atmosfera;
  • materiais e recursos;
  • qualidade ambiental interna;
  • inovação e processos;
  • créditos de prioridade regional.

AQUA (alta qualidade ambiental da edificação)

A AQUA é uma certificação criada a partir do selo francês Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale), que é aplicada no Brasil pela Fundação Vanzolini. Para obter a certificação, a obra precisa passar pelo Sistema de Gestão do Empreendimento (SGE), processo que permite o planejamento e o controle de todas as etapas da obra.

A avaliação do edifício é dividida em 3 partes (base, boas práticas e melhores práticas) e analisa 14 pontos de preocupação ambiental:

  • sítio;
  • componentes;
  • canteiro de obras;
  • energia;
  • água;
  • resíduos;
  • conservação – manutenção;
  • conforto higrotérmico;
  • conforto acústico;
  • conforto visual;
  • conforto olfativo;
  • qualidade dos espaços;
  • qualidade do ar;
  • qualidade da água.

Selo Casa Azul

A certificação Casa Azul é uma classificação financiada pela Caixa Econômica Federal. O objetivo desse selo é incentivar o uso racional dos recursos naturais e melhorar a qualidade das habitações. O selo Casa Azul analisa, no total, 53 critérios, sendo que 19 deles são obrigatórios. Esses critérios são distribuídos nas seguintes categorias:

  • qualidade urbana;
  • projeto e conforto;
  • eficiência energética;
  • conservação de recursos materiais;
  • gestão da água;
  • práticas sociais.

Como dissemos, o comportamento dos consumidores está mudando, portanto, se você deseja atrair novos clientes para a sua empresa, sugerimos que acompanhe as tendências do mercado. Para tornar os seus projetos mais sustentáveis, tente conseguir os selos sustentáveis, principalmente a certificação LEED, que é uma das mais importantes. Temos certeza de que seus clientes ficarão muito satisfeitos se a sua empresa mostrar preocupação com o meio ambiente.

Gostou deste artigo? Está interessado em aprender mais sobre sustentabilidade? Então leia este outro texto em que falamos sobre sustentabilidade e análise do ciclo de vida


RELACIONADOS