A forma dramática e empoleirada do ambiente lembra a mansão de um vilão de James Bond ou de um recluso produtor de Hollywood, mas não é obra de um arquiteto renomado.

Os recém-chegados a essa cidade geralmente recebem a dica local de entrar no carro e pegar a Sunset Boulevard até o Oceano Pacífico. É um passeio maravilhoso, mundialmente famoso. E é também uma iniciação ao mito californiano sem as desvantagens: você evita a congestionada rodovia 405, desliza por cânions rústicos onde moram estrelas de cinema e respira a brisa do oceano a leste de Brentwood, como se a natureza houvesse abastecido os moradores com ar condicionado gratuito.

No mesmo trecho de estrada, você certamente encontrará parte da ousada arquitetura da cidade. Pouco antes de Pacific Palisades há uma colina tortuosa, e agarrando-se a ela, uma casa cautelosamente equilibrada em vigas maciças de concreto. A residência de dois andares revestida de madeira parece flutuar perigosamente sobre a estrada. É uma arquitetura que declara: aqui não é Cleveland. Você, então, olha para cima e lembra-se de terremotos e se arrepia.

Fonte: Zero Hora